ANP, EPE, Enauta e Petrobras encerram rodada de reuniões com Governo de Sergipe no RJ

Debates sobre aspectos econômicos, institucionais e regulatórios estiveram na pauta do último bloco de reuniões entre Governo de Sergipe e entidades do setor de Petróleo e Gás sediadas no Rio de Janeiro, concluído nesta sexta-feira (27). A iniciativa teve o propósito de fortalecer a rede de contatos no segmento, com prospecção de oportunidades de negócio e trocas corporativas. Representando a administração estadual, estiveram o titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), José Augusto Carvalho, e o superintendente-executivo da pasta, Marcelo Menezes, acompanhados do deputado federal sergipano Laércio Oliveira.

As questões de ordem regulatória foram o foco da reunião junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Foram discutidos, entre outros aspectos, a conexão do terminal de GNL da Celse à malha de transporte e o processo de desinvestimento da Petrobras em Sergipe. A oferta de gás natural à Sergas e demais distribuidoras do Nordeste foi mais uma das pautas do encontro, considerando o atual contexto em que a Petrobras deixa gradativamente de assumir esse suprimento.

Participaram da reunião em nome da ANP os diretores Symone Araújo e José Cesário Cecchi, ambos condecorados pelo governador Belivaldo Chagas com a comenda do Mérito Aperipê no início de agosto. A visita do grupo sergipano à ANP reforça, desta forma, as relações institucionais com o Governo do Estado.

A reunião seguinte ocorreu na sede da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), entidade vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME). Um dos principais pontos abordados foi o reforço a uma solicitação do Governo de Sergipe para a execução de um estudo da EPE sobre a destinação do gás a ser produzido no âmbito do projeto Sergipe Águas Profundas. “O estudo tem o propósito de identificar setores e oportunidades para atração de consumidores intensivos do gás, visando destinar a produção que será feita pela Petrobras”, informou o secretário José Augusto Carvalho.

Foi conversada, ainda, a possibilidade de criação de uma sistemática de oferta de gás, no intuito de trazer segurança às empresas que venham a investir em Sergipe por meio de um suprimento regular e do estabelecimento de preços competitivos. Estiveram presentes na reunião a diretora de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis da EPE, Heloísa Borges, e o assessor da Diretoria, Alexandre Cobbett.

Campanhas exploratórias

O grupo sergipano também foi recebido por executivos da Enauta, empresa detentora de 30% dos blocos exploratórios sob responsabilidade do consórcio ExxonMobil/Enauta/Murphy Oil no litoral de Sergipe. A perfuração do primeiro poço dentro dos limites administrados pelo consórcio está prevista ainda para 2021. Estiveram presentes na reunião o CEO da Enauta, Décio Oddone, e o diretor de Produção da operadora, Carlos Mastrangelo.

“Colocamos o Estado à disposição da empresa, para apoiar no que for preciso, e ouvimos deles depoimentos de muita confiança, acreditando no potencial de produção de petróleo e gás no litoral de Sergipe”, relatou Marcelo Menezes. Ainda segundo o superintendente-executivo da Sedetec, a equipe diretiva da Enauta confirmou visita a Sergipe dentro em breve.

Concluindo a agenda de trabalho, a equipe sergipana reuniu-se com gestores da Petrobras. Na ocasião, foram conversadas questões contratuais com a Sergas e a encomenda dos navios FPSO para o projeto Sergipe Águas Profundas 1 e 2, cuja expectativa de início da produção é para 2026. Tratou-se, ainda, da conexão, transporte e escoamento do gás produzido offshore com a rede de transporte da TAG, assim como do andamento do desinvestimento no Pólo Carmópolis. Mais um assunto abordado foram as possibilidades de uso e investimento do Porto de Sergipe, ativo da empresa.

Participaram da reunião pela Petrobras o diretor de Exploração e Produção, Fernando Borges, o diretor-executivo de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade, Roberto Ardenghy, o gerente-executivo de Relacionamento Externo, Pedro Brancante, o gerente-executivo de Gás e Energia, Álvaro Tupiassu, e o gerente-executivo de Gestão Integrada de Ativos de Exploração e Produção, João Jeunon Vargas.

Última atualização: 27 de agosto de 2021 15:34.

Pular para o conteúdo