13 de novembro de 2019, 11:57

Governador dialoga com diretoria da TAG


Durante viagem à Europa, governador visitará a Engie, que administra milhares de quilômetros de gasodutos na Europa e, recentemente, adquiriu a TAG
O governador Belivaldo Chagas reuniu-se, na manhã desta terça-feira (12), com o diretor-presidente da Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG), Gustavo Labanca, o diretor de Operações da empresa, Emmanuel Delfosse, o gerente comercial da Engie, Kevin Alix e o consultor Engie em Sergipe, Geraldo Viana, para dialogar sobre as oportunidades do novo mercado de gás no Brasil, do qual Sergipe deverá ser protagonista.

Belivaldo Chagas informou que, na próxima semana, durante a viagem que fará para apresentar as potencialidades de Sergipe na Europa e atrair novos investidores para o estado, fará uma visita à Engie, na França. “Vamos em busca de investimentos para Sergipe, especialmente para área de infraestrutura de transporte de gás. A descoberta do gás em Sergipe colocou o nosso estado em uma situação privilegiada, atraindo olhares de investidores do mundo inteiro. Aqui, hoje, discutimos sobre a nova lei do gás, energia barata e sobre as oportunidades com a abertura deste mercado do gás”, explicou o governador.

A Engie tem forte participação mundial no mercado de energia limpa como eólica, hidrelétrica, fotovoltaica e gás. A corporação adquiriu, recentemente, a TAG da Petrobras, por R$ 33,5 bilhões. A TAG atua no segmento de transporte e armazenagem de gás natural e administra os gasodutos da Petrobras.

Engie

Em agosto deste ano, Belivaldo reuniu-se, no Rio de Janeiro, com o diretor-presidente no Brasil da empresa franco-belga Engie, o executivo Mauricio Bähr. A Engie, que administra milhares de quilômetros de gasodutos na Europa e no ano de 2018 faturou mais de 60 bilhões de euros, está em fase de análise de novos investimentos no Brasil, inclusive sob a forma de PPP’s. 

Também participaram da reunião desta terça-feira, os secretários José Augusto Pereira (Sedetec) e Sales Neto (Comunicação e Turismo); e o diretor-presidente da Sergás, Valmor Barbosa.