Governo de Sergipe alinha tratativas para criação de plano de transição energética

Reunião contou com a presença da Sedetec, Semac, Fapitec/SE, SergipeTec e ITPS

Na manhã desta segunda-feira, 4, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia (Sedetec) intermediou uma reunião entre gestores e técnicos de órgãos e instituições do estado de Sergipe, a fim de deliberar sobre os próximos passos no Plano de Transição Energética que está sendo prospectado para o estado.

O encontro contou com a participação do o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, Valmor Barbosa; da secretária de Estado de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas, Deborah Dias; do presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fapitec/SE), Aléx Garcez; além de gestores e técnicos dos referidos órgãos e do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec) e do Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS).

Durante a reunião, foi discutida a necessidade de buscar novas referências em outros estados que estão desenvolvendo seus respectivos planos. “Vamos buscar novos atores que tenham expertise no tema. Com essas discussões, a Sedetec e as demais entidades envolvidas reafirmam o compromisso do estado de Sergipe com a promoção de tecnologias limpas e sustentáveis, contribuindo para a mitigação dos impactos ambientais e impulsionando o desenvolvimento econômico da região”, frisou o secretário Valmor Barbosa.

A secretária de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas, Deborah Dias, informou que a pasta tem trabalhado em um Termo de Referência voltado para a área de mudanças climáticas e sugeriu que o trabalho seja realizado em conjunto. “A busca por alternativas energéticas inovadoras e ecologicamente responsáveis continua sendo uma prioridade na agenda governamental, com o objetivo de construir um futuro mais próspero e sustentável para todos os sergipanos”, assegurou a secretária.

Áreas estratégicas

A geração de biometano por meio de aterros sanitários e a produção de hidrogênio verde a partir das plantas macrófitas encontradas nos lagos do Rio São Francisco foram apresentadas pelo SergipeTec como áreas potenciais para investimentos. “Vamos reunir todas essas contribuições e, em breve, apresentaremos um robusto Plano Energético para o estado”, finalizou Valmor Barbosa.

Última atualização: 14 de março de 2024 09:59.

Pular para o conteúdo