Governo de Sergipe apoia construção de gasoduto

Conselho de Desenvolvimento Industrial aprovou o enquadramento do projeto do gasoduto da TAG no PSDI

O Conselho de Desenvolvimento Industrial de Sergipe (CDI) aprovou, em sua última reunião, realizada no dia primeiro de fevereiro, o incentivo fiscal para aquisição dos tubos fabricados em aço carbono de liga especial, para a construção dos 25 quilômetros de gasoduto que ligará o terminal de Gás Natural Liquefeito (GNL) da Eneva, à malha de transporte da Transportadora Associada de Gás (TAG). O CDI é vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia (Sedetec)

Tal incentivo reduzirá os custos na aquisição do material e, consequentemente, o valor do investimento para a construção do gasoduto, resultando em uma tarifa de transporte mais competitiva, favorecendo a atração de operações para o terminal de GNL Eneva.

Ao todo, foram fabricados aproximadamente 2.400 tubos, com 12 metros de extensão e 24 polegadas de diâmetro, que serão recebidos no canteiro de obras, localizado no município de Barra dos Coqueiros. A empresa que conduzirá as obras é a Spiecapag Intech Engenharia.

“Esta é uma obra que representa mais um importante avanço no processo de abertura e expansão do mercado de gás natural no Brasil, viabilizando o acesso de uma importante fonte de suprimento à demanda nacional do energético. O incentivo do Governo do Estado, por meio do PSDI, demonstra a importância que a gestão estadual dá ao projeto”, explica o secretário da Sedetec e vice-presidente do CDI, Valmor Barbosa.

O Terminal FRSU Nanook tem capacidade de regaseificação de 21 MM m³/dia e a Usina Termelétrica Porto de Sergipe I (UTE), quando despachada, consome 6 MM m³/dia. O gasoduto de conexão terá capacidade de 14 MM m³/dia e será uma importante porta de entrada do GNL importado para atender à região Nordeste. “Como o terminal já tem o seu custo apropriado na operação da UTE, em contrato de 25 anos de duração, a expectativa é que Sergipe poderá ser competitivo e atrair parcela importante das importações de GNL”, pontua o secretário executivo da Sedetec, Marcelo Menezes.

Gasoduto

O gasoduto de interligação terá 25 quilômetros de extensão, perpassando os municípios de Barra dos Coqueiros, Santo Amaro das Brotas e Rosário do Catete. A previsão é que o gasoduto esteja em plena operação comercial até abril de 2024.

Última atualização: 23 de fevereiro de 2023 11:49.

Pular para o conteúdo