Sedetec inicia tratativas para desenvolvimento de plano de transição energética para o estado

Reunião realizada nesta quarta-feira, 17, foi o pontapé inicial do projeto

Com o objetivo de iniciar estudos para o desenvolvimento de projetos voltados para a área da transição energética em Sergipe, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), a Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fapitec/SE) e o Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec) iniciaram o mapeamento de projetos em áreas que dialogam com temas como biogás, hidrogênio verde, energia eólica e solar.

Nesse contexto, na manhã desta quarta-feira, 17, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Valmor Barbosa, reuniu-se com gestores dos órgãos. “Pretendemos desenvolver um plano robusto para a área de transição energética para Sergipe, estudando e investindo em nossas potencialidades. Por isso, iniciamos as tratativas e já obtivemos importantes contribuições”, explica o secretário.

Um grupo de trabalho formado pela Sedetec, Fapitec/Se e SergipeTec será criado, e a expectativa é incluir mais atores do Governo do Estado nesse processo. “A participação da Secretaria do Meio Ambiente é fundamental. Iremos convidá-los a encarar esse desafio conosco, assim como o Instituto Tecnológico e de Pesquisas (ITPS), universidades e outras instituições que muito podem contribuir com o tema”, completa Valmor Barbosa.

Entre as áreas mapeadas como potenciais, neste primeiro momento, destaca-se a geração de biometano por meio de aterros sanitários, sobre a qual foram citados como exemplos projetos existentes no Ceará, que são referência no Nordeste. Outro ponto que chamou a atenção foi a produção de Hidrogênio Verde pelas plantas macrófitas nos lagos do Rio São Francisco.

O diretor presidente da Fapitec/SE, Alex Garcez, destaca a importância de apoiar o desenvolvimento de pesquisas científicas sobre fontes energéticas renováveis e não poluentes. “Essas são áreas extremamente estratégicas para o futuro do estado, e já temos alguns editais que concedem bolsas de mestrado e iniciação científica para fomentar pesquisas sobre o tema, a exemplo de hidrogênio verde e energia solar. A proposta do plano apresentada pelo secretário é excelente, e iremos caminhar juntos para tornar realidade”, apontou.

Última atualização: 30 de janeiro de 2024 16:46.

Pular para o conteúdo