Sergipe participa de primeiro contrato de suprimento de gás para termelétrica firmado entre companhias privadas do país

Operação firmada entre a Eneva e a Linhares Geração terá suprimento de gás realizado a partir de GNL importado do Hub Sergipe

Sergipe será responsável pelo suprimento de gás natural em novo contrato celebrado entre a Eneva e a empresa Linhares Geração. O anúncio foi feito na terça-feira, 11, em comunicado da companhia aos acionistas e ao mercado. O acerto para compra e venda de gás visa o fornecimento em modalidade 100% flexível para a Usina Termelétrica UTE Luiz Oscar Rodrigues de Melo, localizada em Linhares, no Espírito Santo. O suprimento do gás natural será realizado a partir de GNL importado no Hub Sergipe, por meio da Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação (FSRU).

A assinatura marca o primeiro contrato de suprimento de gás para termelétrica firmado entre companhias privadas do país. A operação também representa a geração de receitas tributárias para Sergipe, além de contribuir para a consolidação do hub de gás no estado.

O valor do acordo é estimado em R$ 1,2 bilhão, e o suprimento deverá ser de até 1,07 milhão de metros cúbicos por dia de gás. O início das operações está previsto para 1º de julho de 2026, com prazo de 15 anos. A unidade flutuante do Hub Sergipe tem capacidade de regaseificação de até 21 milhões de metros cúbicos por dia.

De acordo com o diretor financeiro e de relações com investidores da Eneva, Marcelo Campos Habibe, o contrato representa um importante passo no processo de abertura do mercado brasileiro de gás natural. “A assinatura está alinhada ao planejamento estratégico da companhia, que prevê a oferta de soluções inovadoras ao mercado de gás natural na malha a partir do Hub Sergipe, e garante um fluxo de receita firme pela comercialização de parcela da capacidade disponível do terminal”, considerou.

A termelétrica Luiz Oscar Rodrigues de Melo comercializou 204 megawatts (MW) no produto potência no primeiro leilão de reserva de capacidade realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em dezembro de 2021. A companhia terá exclusividade no fornecimento do gás para a UTE de Linhares.

Para o titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), Valmor Barbosa, o contrato demonstra o protagonismo de Sergipe como ator no cenário do gás natural. “É uma operação de grande relevância no contexto brasileiro e que envolve o Hub Sergipe como uma de suas principais engrenagens. Isto demonstra a importância do nosso estado por seu potencial energético e por sua capacidade de atender às necessidades do mercado”, ressaltou.

O secretário-executivo da Sedetec, Marcelo Menezes, sublinhou que o contrato traz boas expectativas para Sergipe. “As operações estão previstas para 2026, mas o período do contrato pode ser antecipado e/ou estendido. Isso significa um compromisso em longo prazo com o estado a partir do GNL importado do Hub Sergipe, que se reverte em oportunidades e desenvolvimento econômico. Outros contratos estão em negociação e esperamos ter outras boas notícias em breve”, frisou.

A viabilidade de operações a partir de Sergipe, tais como o novo contrato entre Eneva e Linhares Geração, deverá se expandir em breve com a inauguração do gasoduto da Transportadora Associada de Gás (TAG). O gasoduto deverá conectar o terminal de GNL sergipano com a malha nacional. A inauguração está programada para o dia 23 de julho e deverá contar com a presença do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.

Última atualização: 21 de junho de 2024 09:31.

Pular para o conteúdo